A necessidade que as pessoas tem de seguir alguém

Ontem fui a palestra do consagrado escritor Augusto Cury. O espaço estava lotado. Mais de 2400 pessoas se espremiam para escutar o escritor. Com 40 minutos de atraso começa o evento. Cury falou sobre a percepção que as pessoas podem ter da realidade conforme seus próprios mapas e valores. Falou sobre a importância do altruísmo e de ter uma propósito claro em mente. Cury não falou absolutamente nada que não esteja em seus livros. Durante 1h30m falou de uma forma monótona e cansativa. 
O escritor fala para a platéia da mesma forma que escreve... para os livros essa dinâmica funciona muito bem, mas para o contato face-to-face não rola. Penso que a palestra só não foi de toda perdida porque o autor tem seu papel na mudança da vida das pessoas. Cada pessoa que estava naquele  evento estavam em diferentes estágios de mudança pessoal, por isso a palestra contribuiu de forma diferente para cada um. Na saída uma mulher estava balançando a cabeça e falando esperava mais do que elogios para as mulheres e exemplos de Jesus. Eu esperava muito mais de uma pessoas que tem status de Guru. Muito mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Navegação