Por um mundo CINZA.

"Micah Grimes, técnico do time feminino da Covenant School, uma escola do particular cristã do Texas, foi demitido no último domingo após sua equipe vencer a Dallas Academy por 100 a 0. 
Depois do resultado, a direção do colégio vencedor divulgou uma nota em seu site oficial afirmando que o placar obtido pelas suas jogadoras não refletia os valores cristãos pregados pela entidade. A sua saída aconteceu depois dele enviar um comunicado a um jornal americano dizendo que não concordava com a posição da direção da escola." clique aqui para ler a noticia.

Ao ler essa noticia não pude deixar de pensar em como a Igreja Católica (em sua maioria) educa seres humanos para serem nivelados por baixo ou ainda se conformarem com os fatos que acontecem em suas vidas. O fato de nivelar por baixo esta explicito acima, onde um grupo de meninas que treinou muito determinada atividade, deu uma sova em outro time que não se dedicou como elas... Ai a direção da Escola (Católica) publica uma carta dizendo, em outras palavras “Desculpem por termos dado uma sova em suas atletas. Estamos muito envergonhados por isso. Nossas meninas pedem desculpas por isso. Isso não se repetira.” É claro que o técnico ficou indignado. O técnico treina suas atletas todos os dias para serem melhores que ontem e melhores que hoje, sempre, sempre e quando mostram o maravilhoso resultado que o esforço pode trazer, tem suas asas cortadas dessa forma. A mensagem que fica é a mensagem que sempre vemos a igreja passando: não é necessário ser o melhor, não é necessário ser o mais rápido, não é necessário ser o mais rico, não é necessário ser o mais inteligente.... onde isso vai parar?

Pouco a pouco o mundo esta criando uma enorme massa de pessoas cinza e sem gana por melhorar e vencer na vida. O que mais vejo são seres trabalhando em empresas que eles não acreditam, vendendo produtos que não comprariam e sem fazer nada pelo planeta ou pela comunidade em que vivem. Onde esta a paixão? Você já se perguntou o que sua empresa faz pela sociedade ou pelo planeta? Não te incomoda trabalhar em uma madeireira que põe abaixo a Amazônia (mesmo que essa tenha alvará para fazer tal atrocidade), ou em uma empresa que compre ouro de garimpos no sul do Pará? No caso das jogadoras de basquete a escola fazer propor um join venture para propor melhorias relevantes para o time derrotado, isso sim é educação por um mundo melhor. Não tenho nenhuma religião como verdade absoluta, acredito somente que o ser humano deve fazer o bem ao próximo e nada mais que isso. O perigo é que seus filhos se acostumem com idéias como a do diretor do colégio e aumentem ainda mais a massa cinza de pessoas, matando assim, cada vez mais o COLORIDO DE UMA REVOLUÇÃO que nem chegou a existir.


Um comentário:

Postar um comentário

Navegação